Archive for 21 de dezembro de 2007

Rio, RJ – Off-Tap – Fim de Semana

Duas boas e tradicionais opções de espetáculos de dança no Rio no final de semana:

Gala de Natal do Teatro Bolshoi no Brasil

Os alunos da escola do tradicional teatro russo no Brasil, localizada em Joinville (SC), apresentam um programa que inclui “Chopiniana”, ou “Les sylphides”, de Fokine; a suíte “O Quebra-Nozes”, de Petipa e Tchaikovsky, a partir da versão de Vasily Vainonen (1934); e a peça “E se eu te contasse o meu segredo?”, do potiguar Clébio Oliveira. Até sábado. Vivo Rio: Av. Infante Dom Henrique 85, Centro – 2272-2900. Sex, às 21h. Sáb, às 18h. R$ 40 (camarote B), R$ 60 (platéia superior) e R$ 80 (camarote A, frisa e platéia VIP). 15 anos.

O Quebra-Nozes

A clássica história da menina que ganha um quebra-nozes de presente é interpretada por bailarinos do Teatro Municipal, como Cecília Kerche e Vitor Luiz (hoje e domingo) e Márcia Jaqueline e Felipe Moreira (amanhã). Com direção de Dalal Achcar, a montagem conta com 143 bailarinos, além de 89 músicos da Orquestra Sinfônica e 44 integrantes do Coro do Teatro Municipal. Até domingo. Teatro Municipal: Praça Floriano s/n, Centro – 2299-1711. Qui e sex, às 20h. Sáb e dom, às 17h. R$ 10 (galeria), R$ 25 (balcão simples), R$ 50 (platéia e balcão nobre) e R$ 300 (frisas e camarotes). Livre.

Tap Fotos – Cíntia Martin

Este dia 21 de dezembro é uma data especial: é dia do aniversário de uma das maiores mestras, performers e coreógrafas de sapateado do país, Cíntia Martin.

Se você ainda não visitou, não deixe de visitar seu site, uma das mais antigas homepages de sapateado do país (no ar desde junho de 1998), com mais de 200 subpáginas e atualizada periodicamente, a TapWeb Cíntia Martin:

http://www.geocities.com/cintiamartin

Uma das sapateadoras mais talentosas que já apareceram neste país – como performer, coreógrafa e mestra – Cíntia Martin é, como profissional e como ser humano, um dos melhores exemplos que conheço de perseverança, empenho, honestidade, humildade e talento.

Meus parabéns, portanto, a essa grande sapateadora que honra os sapatos com chapinhas que veste e que merece, também como ser humano, todo o nosso aplauso.

%d blogueiros gostam disto: