Archive for 18 de julho de 2008

Joinville, SC – Off-Tap – Mostra Contemporânea

Reportagem de Cristina Baldi, enviada especial da Folha Online a Joinville (SC):

A diversidade de corpos e estilos marcou a primeira noite da Mostra Contemporânea (que não é competitiva) do 26º Festival de Dança de Joinville. A abertura coube ao experiente bailarino Luís Arrieta e o encerramento, com a Riscas Cia de Dança, de Ribeirão Preto (interior de São Paulo).

Arrieta trouxe o “Carnaval dos Animais”, criação sua a partir de uma obra originalmente clássica, com música de Camile Saint-Saens. A proposta da coreografia é a exploração dos movimentos do corpo desde o nascer até o dançar. A dança expressionista do bailarinos tem um quê de cinema mudo, com um toque de humor.

Em certo momento, Arrieta deixa claro a referência à obra clássica, em um gesto que lembra o fim daquele balé (com o corpo deitado no chão em uma inclinação do tronco para trás, chamado de cambrè na técnica clássica). A platéia pensa que a peça se encerra ali. E é essa a intenção. Mas ainda tem mais porque, afinal, estamos diante de Luís Arrieta, um ícone na dança brasileira.

Leia o texto completo clicando aqui.

Anúncios

Joinville, SC – Off-Tap – Mais Cecilia Kerche

Complementando o post anterior, uma entrevista exclusiva com Cecilia Kerche na Folha Online.

Joinville, SC – Off-Tap – O Lago dos Cisnes

Reportagem de Cristina Baldi, enviada da Folha Online a Joinville (SC):

A bailarina Cecília Kerche, do Balé do Teatro Municipal do Rio de Janeiro, emocionou ontem à noite a platéia do Centreventos Cau Hansen, em Joinville (SC), no papel principal de um dos mais famosos balés do mundo, “O Lago dos Cisnes”.

Baseada em um conto de fadas alemão, com coreografia original de Marius Petipa, a obra abriu o 26º Festival de Dança de Joinville. Foi a primeira vez que a coreografia foi encenada completa (com quatro atos) na cidade. A versão apresentada ontem era da coreógrafa russa Yelena Pankova, criada em 2006.

O conto fala da história de um príncipe que se apaixona por uma mulher, transformada em cisne por um feiticeiro. Apenas uma jura de amor eterno pode trazê-la de volta à sua condição de humana. Para mostrar a feitiçaria, Yelena criou na abertura do espetáculo uma cena em que a mulher é transformada no cisne, sob a capa do feiticeiro, em um efeito visual belíssimo, que dá a ilusão de ótica desta mudança (a bailarina entra na capa dele, que se fecha, e sai cisne).

O primeiro ato do espetáculo mostra o castelo do príncipe Siegfried, interpretado pelo primeiro-bailarino do municipal, Vitor Luiz. Mas quem rouba a cena neste ato é o jovem Cícero Gomes, que faz o papel do bobo da corte. Há apenas um ano no grupo, Gomes mostra uma técnica invejável, além de um carisma fantástico, como se o papel tivesse sido feito especialmente para ele. Além da interpretação magnífica, o bailarino é ovacionado pelo público (a maioria jovens bailarinos que vão participar do festival), quando faz várias piruetas (neste caso, giros com um pé no chão e a outra perna aberta).

Leia mais clicando aqui.

Maringá, PR – Em Agosto, Sapateia UEM

Com oficinas de percussão e sapateado avançado, acontece em agosto uma semana do sapateado no município de Maringá, PR. O “Sapateia UEM” acontecerá de 07 a 09 de agosto de 2008, com workshop de Fabio Tognin (Registro, SP), que apresenta também seu grupo “Trionotap” com o espetáculo “Kateretec”. O Grupo Tap, da Universidade Estadual de Maringá, coordenado por Daisa Poltronieri, também se apresenta com o espetáculo “TAPeando”. Informações: daisa01@yahoo.com.br

%d blogueiros gostam disto: