Archive for 6 de dezembro de 2009

São Paulo, SP – Claudia Raia, De Pernas Pro Ar

Matéria de Lucas Neves, da Folha de São Paulo, publicada em 04.12.2009, fala sobre o novo espetáculo de Claudia Raia que teve estreia em São Paulo neste fim de semana:

Claudia Raia, 42, sonhou com uma caixa branca que era um microcosmo do universo feminino. O cubo “andava pelo Brasil inteiro, levando teatro para as pessoas”. Ao acordar, traduziu a fantasia como “parte de um projeto social, em que eu poderia popularizar o musical, um gênero caro e engessado por seu tamanho”.

“Pernas pro Ar”, que estreia em São Paulo hoje, de fato injeta bossa num formato que respira rigor e precisão — combinação que é meio caminho para a frieza. A história da entediada dona de casa Helô, que recebe do diabo um ultimato para se reinventar, é contada com as protocolares coreografias, canções, números de sapateado e percussão corporal. Mas também com entrechos de dramaturgia que remetem ao besteirol e fariam corar os produtores dos ingênuos títulos da Broadway transpostos tal e qual para a cena brasileira.

A questão é o alcance do projeto social associado ao espetáculo. Para por em prática a ideia de “encontrar tribos que não frequentam o teatro”, a atriz conta com quatro patrocinadores, que financiam o espetáculo via Lei Rouanet.

A produção não divulga o orçamento, mas se trata de “um empreendimento”, como diz Raia, com orquestra ao vivo, 12 bailarinos-cantores-atores em cena, uma tecnologia de projeção inédita no país e uma equipe que soma 50 pessoas.

Até julho do ano que vem, “Pernas” aportará em 17 capitais. Segundo a atriz, ONGs de canto e artes cênicas serão convidadas a assistir a ensaios, e haverá sessões abertas de um making-of do musical. Também estão previstas apresentações gratuitas no pier Mauá, no Rio, e em um hangar de vidro em Belém.

Os ingressos para a minitemporada em São Paulo, entretanto, custam entre R$ 50 e R$ 200. “Tenho ingressos de todos os preços porque preciso sobreviver”, afirma Raia.

No enredo do musical, o 1,10 m de pernas de Helô (Raia) rouba o protagonismo da personagem ao criar vida própria e, à revelia da dona, conduzi-la a lugares como um ringue de boxe, um terreiro de macumba e um ônibus lotado. Fora de cena, a atriz reconhece a contribuição delas à sua imagem, mas pondera que “soube aproveitar a beleza como adendo para virar atriz”: “Não luto contra isso. É mais uma coisa de que posso brincar.

Quem quiser imaginar que imagine. Mas tampouco quero ser refém dessa imagem.” E aproveita para dar sua versão de uma antiga anedota: a de que teria segurado suas pernas por US$ 1 milhão. “Não foi ideia minha, mas de uma seguradora que me patrocinava [no começo dos anos 90]. Jamais faria seguro das minhas pernas.”

Veterana em matéria de musicais (estreou no gênero em 86, com “A Chorus Line”), Raia vê três lacunas na produção brasileira contemporânea nesse formato: direção, dramaturgia e composição. “Já temos elenco preparado para manter cinco grandes musicais em cartaz ao mesmo tempo. Também há bons técnicos. Mas ainda faltam diretores e, sobretudo, compositores que escrevam contando histórias. Acho que o Lenine faria um belo musical. E o Chico [Buarque] tinha de voltar a fazê-los.”

Vinda de uma sequência de musicais que inclui “O Beijo da Mulher Aranha” (2001) e “Sweet Charity” (2006), a atriz planeja para breve uma incursão pelo “teatro experimental, para 20 pessoas, em que você passa um ano estudando”.

Cacá Carvalho, que a dirige aqui e está também à frente da Casa Laboratório, referência no teatro de pesquisa paulistano, poderá mostrar o caminho das pernas.

PERNAS PRO AR
Domingo, 06.12.2009, às 20h, e dias 10, 11 e 12.12.2009, às 21h.
Teatro Bradesco (Bourbon Shopping – R. Turiassu, 2100, 3º andar, (11)3670-4141)
Ingressos de R$ 50 a R$ 200 / Classificação: 14 anos

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: