Desde já, nossa enorme saudade: Shirley Temple (1928-2014)

O mundo do sapateado está mais triste: faleceu a sapateadora e estrela mirim Shirley Temple [em 10.02.2014].

little colonelShirley Temple formou, com Bill ‘Bojangles’ Robinson, o primeiro ‘casal’ interracial do cinema: como as leis racistas da época não permitiam que um homem adulto contracenasse com uma mulher adulta se um(a) fosse negro(a) e o(a) outro(a) branco(a), o impasse foi vencido já que Shirley era apenas uma criança — tinha 6 anos de idade quando despontou.

Shirley Temple foi premiada com o primeiro “baby Oscar” – uma estatueta com metade do tamanho de um Oscar normal –, entregue em 1935, um prêmio especial dado a atores-mirins por seus papéis (as crianças não competiam com adultos nas categorias do Academy Awards). Em 1960, ganhou uma estrela na Calçada da Fama de Hollywood e, em 1992, foi homenageada pelo National Board of Review, Em 2006, recebeu um prêmio especial pelo conjunto da obra do Sindicato de Atores dos Estados Unidos (SAG).

No Wikipedia:

Shirley começou a ter aula de dança com três anos de idade e foi contratada para participar de uma série de curtas chamadas “Baby Burlesks”, que parodiavam estrelas e astros adultos, mais notadamente Marlene Dietrich. No mesmo ano, atuou numa sucessão de curta metragens e filmes, incluindo “Little Miss Marker”, “Change of Heart”, “Now I’ll Tell”, “Now and Forever” e “Bright Eyes” (no qual cantou seu mais popular sucesso, a canção “On The Good Ship Lollipop”).
Ganhadora de um Óscar especial aos seis anos de idade, Temple foi a salvadora da Fox e do público na época da Grande Depressão. Inclusive o presidente norte-americano Franklin D. Roosevelt sucumbiu a seus encantos e lhe agradeceu por “ter feito a América atravessar a Grande Depressão com um sorriso”.

Shirley foi campeã de bilheteria de 1935 a 1938 com seu eterno otimismo e seu sorriso vencedor. Depois de adulta porém, não teve o mesmo sucesso como atriz, e aposentou-se do cinema em 1949, e em 1967, se candidatou ao cargo de representante do estado da Califórnia no congresso norte-americano, mas não obteve êxito. Nos anos de 1969 e 1970, foi delegada junto às Organizações Nações Unidas (ONU). Também foi embaixadora americana no Gana (1974-1976), foi chefe de protocolo para o presidente Gerald R. Ford (1976-1977) e membro da delegação americana que tratava dos problemas dos refugiados africanos (1981). De 1989 até 1992, Shirley Temple serviu como embaixadora na Tchecoslováquia.

Ela produziu duas obras autobiográficas sobre sua infância “My Young Life” (1945) e “Child Star” (1988).

Leia mais em:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Shirley_Temple

The Little Colonel (1935): Shirley Temple e Bill Bojangles Robinson

The Little Colonel (1935): Shirley Temple e Bill Bojangles Robinson

Leia mais sobre a atriz no post do Cinema é Magia:

https://cinemagia.wordpress.com/2014/02/11/shirley-temple-1928-2014/

Buddy Ebsen e Shirley Temple

Buddy Ebsen e Shirley Temple

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: