Archive for the ‘Cinema’ Category

Rio, RJ – Homenagem a Flávio Salles e ao Dia Internacional do Sapateado

Em comemoração ao Dia Internacional do Sapateado (25 de maio) e em homenagem ao Flávio Salles, a Academia do Tap (Ipanema, Rio) irá promover a exibição do documentário Música com os Pés, no dia 27.05.2017 no Cine Joia em Copacabana, em 02 sessões, às 20h e às 21h, com entrada gratuita. Lugares limitados: quem desejar assistir deverá confirmar através do e-mail

musicacomospes@gmail.com

o nome e a sessão desejada. Sobre o documentário:

“Música com os Pés” homenageia Flávio Salles, artista brasileiro, fundador da Academia do Tap, única escola especializada no ensino do americano sapateado no Rio de Janeiro. Flávio começou sua carreira artística como cantor, e em um determinado momento conheceu o sapateado norte-americano, se tornando um nome de destaque deste estilo de dança no Brasil. Faleceu em 2011, em 25 de maio, Dia Internacional do Sapateado. Através de entrevistas atuais, imagens de arquivo e coreografias recentes interpretadas pelos bailarinos da Academia do Tap, o documentário “Música com o Pés” mostra a trajetória e o legado do cantor, bailarino, coreógrafo e professor Flávio Salles.

musicamagia.wordpress.com

Channing Tatum sapateando em cena de Ave César, em cartaz nos cinemas em abril de 2016

 
Bastidores do filme (atenção para os ensaios a partir de 04’20”):

Rio, RJ – Off-Tap – George Sauma como Roberto Carlos

De acordo com o Globo Online, o ator e sapateador George Sauma vai interpretar Roberto Carlos no filme sobre a vida de Tim Maia, dirigido por Mauro Lima e previsto para estrear em agosto:

“Maior responsabilidade, mas orgulho também. Sou ‘fanzaço’ do Roberto”, diz. Sauma viu sua popularidade aumentar após o beijo triplo que deu em em Jô Soares — junto com seu companheiro de banda, Nicolas Bartolo. “As pessoas estão vindo falar comigo, gostaram do que viram”, conta. A brincadeira veio depois de contar ao apresentador sobre o “beijo gay” que os dois dão durante o show do grupo Choque do Magriça. “O beijo é pra chocar”, conta. George acaba de ganhar o Prêmio APTR de Teatro como ator coadjuvante, por “A importância de ser perfeito”. Também lançou o disco “Tailaiala”, com sua banda, e ainda pode ser visto na peça “Pedro Malazarte e a arara gigante”.

Leia mais clicando aqui.

EUA – Off-Tap – Cintia Chamecki também documentarista

Leia a respeito no blog Cinema é Magia:

Aqui Estamos: Documentário premiado de Cintia Chamecki

Tap Vídeos – Cups

Christopher Rice, Andrew Hodge, Natasha Scearse, Kelly Shehan, Clay Thomson, Kirstin Tucker, com Anna Kendrick cantando “Cups”.

Melhores filmes de 2011

Filmes como Cisne Negro e Dzi Croquettes estão na disputa de melhores do ano nas enquetes promovidas pelo site Cinema é Magia. Vote em quantos filmes desejarem em:

http://cinemagia.wordpress.com/2011/11/30/melhoresde2011/

Cinema – Happy Feet 2 – Horários no RJ de 25.11 a 01.12.2011

Fonte: jornal O Dia de 25.11.2011. Válido até 01.12.2011.

Cinema – Vem aí Happy Feet 2

Não sabemos muito ainda a respeito da continuação de “Happy Feet”, nem se terá a colaboração do grande Savion Glover, mas a notícia já confirmada (e com teaser, veja abaixo) é de que o filme será em 3D e já tem estreia marcada: dia 18 de novembro de 2011 nos Estados Unidos. O diretor é George Miller.

Teaser oficial:
http://www.videolog.tv/video.php?id=661830
http://www.youtube.com/watch?v=twYq5QkNPKw

Ficha no IMDB:
http://www.imdb.com/title/tt1402488/

Filmes – Núpcias Reais

Um trecho da coluna de Artur Xexéo no jornal O Globo de 01.05.2011:

(…) Peguei uma gastura tão grande que apaguei da memória os casamentos de Grace Kelly e Ranier de Mônaco e de Charles e Diana, só para citar outros casamentos do milênio, e passei a considerar como o único casamento real das minhas lembranças o filme musical dirigido por Stanley Donen em 1951.

Bem, em português chamava-se “Núpcias reais”, mas no original era “Royal wedding” mesmo, como tanto citam agora as imprensas americana e britânica. Em “Núpcias reais”, Fred Astaire e Jane Powell são irmãos que formam uma dupla americana de dançarinos e que vão em turnê até Londres. (…)

Leia o texto completo no Blog do Xexéo, clicando aqui.

Rio, RJ – Off-Tap – Cisne Negro e o Ballet

Matéria do Globo Online analisa a luta dos bailarinos em sua busca obsessiva pelo corpo perfeito, pelo movimento perfeito, citando a situação cinematográfica do filme “Cisne Negro”, em cartaz desde 04 de fevereiro de 2011 no Brasil:

Em “Cisne negro”, filme indicado ao Oscar em cartaz nos cinemas, a bailarina Nina, interpretada por Natalie Portman (favorita à estatueta de melhor atriz), enfrenta experiências traumáticas como estrela do prestigioso American Ballet Theatre. Na vida real, embora bem menos carregados nas tintas, não são raros dores, sofrimento, privações e competição extrema entre meninos e meninas que sonham brilhar nos palcos.

O caso mais notório de um grande talento que quase sucumbiu aos abusos é o da americana Gelsey Kirkland, autora da autobiografia “Dançando em meu túmulo”, relato realista de sua luta contra drogas e distúrbios alimentares. Para artistas que batalham contra os limites do próprio corpo numa rotina espartana, é fundamental se manter no eixo.

– O pessoal da dança não gostou nem um pouco de ver tudo aquilo. O filme pegou tudo de ruim que existe no universo da dança e exagerou, fantasiou – resumiu, depois de assistir ao filme, Luiza Lopes, de 20 anos, solista da São Paulo Companhia de Dança, grupo de 44 bailarinos com média de idade de 24.

Todos os dias, ela e os companheiros encaram seis horas de aulas e ensaios, complementadas por mais duas para provas de figurinos, fotos, aulas de história da dança, acupuntura, fisioterapia, nutricionista e terapia corporal. É uma infraestrutura equivalente à de grupos europeus ou americanos, incluindo carteira assinada, 13 salário e férias, o que torna cada vaga muito cobiçada.

Na maior parte do tempo, os bailarinos estão em frente ao espelho. Cada movimento sofre um escrutínio minucioso – impossível deixar de examinar o outro. Inevitável a comparação e, na maioria das vezes, a frustração. Cada um encontra sua forma de lidar com isso sem se ferir.

– A competição é pesada. Você tem que ter sua bolha e não se deixar abalar, lutar para superar a si mesmo, não ao outro – ensina Luiza, que começou a dançar aos 8 anos.

Aos 15 anos, ela foi morar sozinha em Londres. Foram quase dois anos de dedicação exclusiva à dança, primeiro como bolsista no famoso Royal Ballet, depois no também concorridíssimo English Ballet. Luiza lembra o quanto as estudantes inglesas a olhavam torto. Conta que engordou sete quilos. A combinação de adolescência e alimentação diferente cobrou seu preço:

– Nessa época meu corpo começou a mudar, sabe? Peito, bunda… E eu sozinha, sem minha mãe para cuidar de mim. Além disso, antes de ir para Londres eu tinha uma vida fora do balé. Estudava, tinha diferentes círculos de amigos. Lá era dedicação exclusiva à dança.

[Leia o artigo completo clicando aqui]

Rio, RJ – Off-Tap – Bolshoi nos cinemas

Fonte: jornal O Dia. Válido em 23.01.2011.

Rio, RJ – Off-Tap – Mostra de filmes no CCBB

Segundo o jornal O Dia de 04.09.2009, uma seleção de filmes sobre dança e movimento começará a ser exibida na terça-feira, dia 08.09.2009, no Centro Cultural do Banco do Brasil do Rio de Janeiro (Rua Primeiro de Março, 66, Centro, (21) 3808-2020. O evento vai de 08 a 20 de setembro de 2009, onde 23 filmes poderão ser assistidos gratuitamente em 14 programas.

Leia a respeito no site do CCBB-RJ, clicando aqui.

Bailarinos do Rio no documentário Only When I Dance

Reportagem de Franz Valla para o Jornal do Brasil fala sobre o documentário “Only When I Dance”:

Dois adolescentes da classe operária e um sonho quase impossível, o de se tornarem bailarinos clássicos. Soma-se a isso o cenário das favelas do Rio como pano de fundo e a batalha diária de seus pais para conseguir um mínimo de padrão de vida. Como dificuldade pouca é bobagem, há ainda o preconceito enfrentado por esses jovens para fugir da realidade de suas vidas. Parece que a narrativa de Billy Elliot (2000), longa-metragem do diretor inglês Stephen Daldry que conta história semelhante, mas é Only when I dance, documentário em longa-metragem da diretora britânica Beadie Finzi, que estreou esta semana na mostra competitiva do Tribeca Film Festival.

Leia mais clicando aqui.

Sapateado para os atores de “Crepúsculo”

Segundo um blog de Portugal chamado “Into Twilight”, a atriz Ashley Green falou em entrevista sobre a sequência do filme “Crepúsculo”, que recebeu o nome de “Lua Nova”:

“Eles puseram-nos em aulas de sapateado, antes do Crepúsculo. Antes do segundo filme, vou ter algumas aulas de dança para voltar a isso.”

O post completo falando a respeito pode ser visitado aqui.

Três Vídeos

Challenge: Gregory Hines e Sammy Davis

Do filme obrigatório para todo sapateador, “Tap”, de 1989. Com Sandman Sims, Bunny Briggs, Steve Condos, Jimmy Slyde, Pat Rico, Arthur Duncan, Harold Nicholas, Savion Glover e Suzzanne Douglas.

Cristina Delius, Brenda Bufalino e Carolyn del Rosario

O sapateado de Cristina Delius com a mestra Brenda Bufalino na percussão e Carolyn del Rosario ao piano.

Zatoichi

Cena de sapateado de “Zatoichi”, filme dirigido por Takeshi Kitano. Coreografia de The Stripes.

Mais Pinguins Sapateadores: Happy Feet 2 !

Do Terra:

O ministro do desenvolvimento de New South Wales, estado da Austrália, anunciou que o filme Happy Feet – O Pingüim terá uma seqüência produzida no país. A Warner Bros. vai novamente patrocinar a empreitada, que empregará 430 profissionais em 3 anos.

Leia mais clicando aqui.

Mais posts sobre Happy Feet clicando aqui.

Happy Feet – Mais Prêmios em 2007

Um ano depois, mas prêmios para “Happy Feet”. Da Reuters, Londres, via Folha Online:

Pingüins de “Happy Feet” batem Harry Potter nos prêmios Baftas

Os pingüins dançantes de “Happy Feet – O Pinguim” derrotaram “Harry Potter” ao receber o troféu de melhor filme na edição deste ano dos Baftas infantis, a versão júnior dos prêmios britânicos de cinema e televisão.

O filme de animação computadorizada, com personagens dublados por Nicole Kidman, Elijah Wood e Robin Williams, passou à frente da aventura mais recente do jovem mago, “Harry Potter e a Ordem da Fênix”.

Os pingüins concorreram também com a comédia “Por Água Abaixo” e a aventura de fantasia “Ponte para Terabithia”.

“Happy Feet” foi sucesso nas bilheterias e já ganhou o Oscar de melhor longa-metragem animado em fevereiro deste ano.

“Harry Potter” também foi derrotado na categoria melhor videogame. Esse prêmio ficou com “Buzz! Junior: Jungle Party”, no qual os jogadores competem para erguer um império de bananas e serem coroados reis da selva.

Outros ganhadores do Bafta foram o Cbeebies, canal infantil da BBC, e o personagem animado Bob Esponja. Os vencedores foram anunciados no domingo (25) em uma cerimônia em Londres.

Tap Videos – Fred Astaire e Gene Kelly

Um dos meus vídeos favoritos: de “Ziegfeld Follies”, quando Fred Astaire encontra Gene Kelly… e finge não reconhecê-lo (“You’re not Rita Hayword !”), depois cantam e sapateiam sem parar, cada um com seu estilo embora com caracterizações idênticas, ao som de “The Babbitt and the Brom”, de George e Ira Gershwin. Vale a pena ver inteiro, milhares de vezes.

http://www.youtube.com/watch?v=asI_U4CL1lg

Tap Videos – Fred Astaire

A famosa cena de Fred Astaire sapateando pelas paredes e no teto em “Núpcias Reais”.

http://www.youtube.com/watch?v=ac6o8PXthzQ

Tap Videos – Mary Poppins

Para lembrar que os pingüins já sapatearam no cinema bem antes de “Happy Feet”:

http://www.youtube.com/watch?v=z2ZO2jnPKXU

%d blogueiros gostam disto: