Archive for the ‘Flávio Salles’ Category

Rio, RJ – Homenagem a Flávio Salles e ao Dia Internacional do Sapateado

Em comemoração ao Dia Internacional do Sapateado (25 de maio) e em homenagem ao Flávio Salles, a Academia do Tap (Ipanema, Rio) irá promover a exibição do documentário Música com os Pés, no dia 27.05.2017 no Cine Joia em Copacabana, em 02 sessões, às 20h e às 21h, com entrada gratuita. Lugares limitados: quem desejar assistir deverá confirmar através do e-mail

musicacomospes@gmail.com

o nome e a sessão desejada. Sobre o documentário:

“Música com os Pés” homenageia Flávio Salles, artista brasileiro, fundador da Academia do Tap, única escola especializada no ensino do americano sapateado no Rio de Janeiro. Flávio começou sua carreira artística como cantor, e em um determinado momento conheceu o sapateado norte-americano, se tornando um nome de destaque deste estilo de dança no Brasil. Faleceu em 2011, em 25 de maio, Dia Internacional do Sapateado. Através de entrevistas atuais, imagens de arquivo e coreografias recentes interpretadas pelos bailarinos da Academia do Tap, o documentário “Música com o Pés” mostra a trajetória e o legado do cantor, bailarino, coreógrafo e professor Flávio Salles.

musicamagia.wordpress.com

Rio, RJ – Documentário em homenagem a Flávio Salles

Através de entrevistas atuais, imagens de arquivo e coreografias recentes interpretadas pelos bailarinos da Academia do Tap, o documentário “Música com o Pés” mostra a trajetória e o legado do cantor, bailarino, coreógrafo e professor Flávio Salles, falecido em 25 de maio de 2011.

Maiores informações:
academiadotap@academiadotap.com

capa-dvd-final

Rio, RJ – Onde Você Sempre Quis

acad

acadtap2

Rio, RJ – Homenagem a Flávio Salles

Fonte: caderno Zona Sul do jornal O Globo de 15.12.2011. Leia mais sobre a apresentação no post abaixo:

Rio, RJ – Final de Ano – Academia do Tap

Rio, RJ – Final de Ano – Academia do Tap

Flávio Salles

Flávio Salles

A Academia do Tap (Ipanema, Rio de Janeiro), que comemorará 20 anos, irá apresentar um espetáculo no final de ano letivo de 2011 cuja concepção inicial foi de Flávio Salles, criador e diretor do estúdio e falecido em 25.05.2011: diante de sua precoce partida, o espetáculo recebeu o título de “NOSSA HOMENAGEM A FLÁVIO SALLES”, onde seus alunos apresentarão somente coreografias criadas por ele.

O espetáculo acontece nos dias 17 e 18 de dezembro de 2011, às 15h, no Teatro Carlos Gomes, Rio de Janeiro.

Informações:

ACADEMIA DO TAP
Rua Visconde de Pirajá, 235, sala 101
Ipanema – Rio de Janeiro – RJ
Tel.: (0xx21) 2287-4090

Rio, RJ – Homenagem a Flávio Salles na Revista O Globo

Estou feliz e emocionado em poder ler (e compartilhar com vocês sobre) a matéria — Jornal O Globo de 10.07.2011 — publicada a respeito de Flávio Salles e da herança que ele deixou, tanto a das belas aulas ministradas por tantos anos, quanto a que ficou para as herdeiras da Academia do Tap, foco de duas páginas da matéria da Revista O Globo. Abaixo, foto das páginas com melhor resolução, enviada por Italo Lomba em 19.07.2011:

ITA faz homenagem a Flávio Salles

Missa de sétimo dia de Flávio Salles

A missa de 7º dia do mestre Flávio Salles será realizada no próximo dia 31.05.2011, terça-feira, às 18h na Igreja São Paulo Apóstolo, na Rua Barão de Ipanema, 85, em Copacabana, Rio de Janeiro. Esta é a missa que a família mandou celebrar, pois esta era a igreja de preferência de Flávio.

Lembrando sempre de Flávio Salles

Por questões de trabalho/distância, infelizmente não pude dar meu último adeus ao mestre Flávio Salles. Mas lembrarei dele sempre vivo, muito vivo, dando aulas, passando ensinamentos sem limitações e alegria multiplicada.

Além dos 2 posts/homenagens que já publicados, estou pensando em fazer mais um em breve, para preencher mais ainda com a luz vívida de Flávio aqui no nosso blog.

A ideia é: quem desejar mandar uma foto sua com Flávio (onde quer que seja, sala de aula ou não) que relembre a vivência com o mestre, terei o prazer de acrescentar a este novo post a ser publicado dentro de alguns dias. Mandem com identificação do seu nome (e se possivel da data ou do evento) para

divulgandotap@gmail.com

Terei enorme prazer em, em breve, fazer este grande mural de tap-alegria aqui, em um novo post em breve. Toda homenagem a Flávio é insuficiente: o importante é nunca esquecermos os grandes mestres…

Homenagem de Cíntia Martin a Flávio Salles

Abaixo, uma mensagem escrita hoje [26.05.2011] pela mestra carioca Cíntia Martin em homenagem ao grande mestre Flávio Salles, que faleceu ontem, 25.05.2011 (leia a respeito clicando aqui):

Com extrema tristeza recebi a noticia do falecimento de Flávio Salles. Flávio foi um grande Mestre, dedicou sua vida e alma a arte do sapateado, com uma capacidade inifinita para ensinar e formar grandes sapateadores, ou admiradores da arte do sapateado. Ajudou e foi essencial para o crescimento do nível do sapateado no Brasil, com sua técnica limpa e sua incrível didática. São poucas as pessoas que são capazes de ensinar com tamanha destreza e desnudez, cedendo sua alma ao aluno, e Flavio era e foi uma dessas pessoas.

Me lembro quando estava com meus 17 anos, passando por uma transição no meu aprendizado com Tia Pat Thibodeaux; o Flávio lecionava na UNIC, e às vezes substituia Tia Pat. Por vezes tive aulas com ele naquela ocasião, e como “sofri” em sua mão, sofri no bom sentido, pois ele queria que eu desse o melhor de mim, exigia o máximo de qualidade em meus sons e técnica, era um desafio tremendo para mim.

Alguns meses, antes em um Congresso Internacional de Dança com os gemeos Rennie e Rhee Gold, e eu sofria com a transferência de peso, com os “Toe Drops”, o que era algo novo para mim… Vi o Flávio flutuar na aula com tamanha facilidade que pensei: “De onde saiu essa pessoa ?”. Meses se passaram, eu o vi no “Sapato Musical”, e a partir daquele momento tive certeza mais do que nunca do que queria ser. Eu queria ser como ele(s) !

A vida seguiu, Flavio foi traçando seu belo caminho na Academia do Tap formando sapateadores incrivelmente técnicos e “limpos”, e meu caminho também seguiu: quando ele foi deixando um pouco os palcos, eu é que fui para os palcos. Nos cruzávamos nos corredores, nos festivais, nas apresentações e ele sempre receptivo, alegre, profissional, simpático, colega-amigo, dedicado…

Uma perda sem tamanho para nosso sapateado que precisava tanto dele. No Rio — onde passamos por um momento onde a arte é meio deixada de lado — é sem dúvida uma perda inquestionável. Longe de servir de consolo, é preciso lembrar sempre que ele deixou muito, ele fez muito, ele iluminou os palcos da vida e a vida de muitos. Espero que consigamos manter essa chama da paixão do Flávio pelo sapateado viva na nossa cidade, nos nossos corações e nas nossas almas e que sempre devemos lembrá-lo com toda a sua importância na história do sapateado no Brasil.

É dificl escrever mais alguma coisa… ainda é difícil entender e aceitar… E, se fosse para escolher ou homenagear, sua partida no dia 25 de maio, Dia Internacional do Sapateado, o deixará mais do que para sempre marcado em nossa história: dia 25 de maio de 2011, Dia Nacional do Sapateado…

Cíntia Martin, 26.05.2011

Flávio Salles: Uma perda inestimável

Flávio Salles

Flávio Salles

Infelizmente acabei de saber da visita aos anjos do sapateador, professor e coreógrafo Flávio Salles, diretor da Academia do Tap (RJ), justamente no Dia Internacional do Sapateado… O mestre foi e sempre será um grande exemplo de dedicação ao sapateado. Em seu studio não somente formou grandes profissionais mas permitiu que muita gente simplesmente se divertisse ao som de boa música, com passos variados sempre em apuro de técnica e geração de sorrisos nos lábios.

Me lembro dos Tap Encontros que foram realizados na Academia do Tap, logo quando o conheci, no final dos anos 90, e da entrevista que concedeu a mim e a Cintia Martin para a Tap Web dela em janeiro de 1999; fomos recebidos em sua residência, com carinhosa acolhida.

O antigo site

O antigo site

Sempre como amador e eternamente em sua turma de iniciante, tive o privilégio de fazer aulas regulares com ele entre 2002 e 2006. Em 2002, segui suas instruções para criar a primeira versão da homepage de sua Academia do Tap, e me lembro dele dizendo “quero algo simples, com fontes legíveis, que possa ser entendida por todos”. De suas aulas, tenho grandes lembranças, não somente da descontração que proporcionava aos alunos mas ainda mais da seriedade que lhe era peculiar no ensino da tap dance. De seus espetáculos, a garra e o talento de seus alunos dirigidos pelo grande mestre.

A última vez que falei com Flávio foi há apenas algumas semanas atrás, por ocasião da vinda de Maud Arnold ao Brasil… Grande e lamentável perda, mas ele estará para sempre em nosso corações e como parte integrante do talento de tantos sapateadores por aí. Que os grandes mestres nunca sejam esquecidos…

……

Flávio Salles, sala Funarte

Flávio Salles, sala Funarte

Entrei em contato com a Academia do Tap, e me informaram (e me pediram para informar) que o sepultamento será nesta quinta, 26.05.2011. Update – O local e o horário foram confirmados ainda agora: será às 12h do dia 26 com velório na capela 3 do Cemiterio Sao Joao Batista, Botafogo, Rio.

……

Versão atual do site da Academia do Tap, com dezenas de fotos, vídeos e toda a carreira de Flávio Salles:

http://academiadotap.com/

Relembre entrevista de Flávio Salles a Tap Web Cíntia Martin:

Flávio Salles – Janeiro de 1999

No Facebook, homenagem a Flavio Salles:

Homenagem do Site Möeller Botelho a Flávio Salles

Também no site de Charles Moeller e Claudio Botelho, uma entrevista com o coreógrafo e professor de sapateado de Gipsy:

Flávio Salles: O Mestre do Sapateado

Update 26.05.2011 – Mais uma homenagem:

Homenagem de Cíntia Martin a Flávio Salles

Abaixo, algumas fotos de Flávio em várias épocas e trabalhos. Continuarei com o tempo colocando outras fotos como homenagem eterna ao grande mestre.

Rio, RJ – Curso de Férias – Academia do Tap

Rio, RJ – Curso de Férias – Academia do Tap

Rio, RJ – Prêmio Shell de Teatro 2010

O sapateador e coreógrafo Flávio Salles, da Academia do Tap (RJ) está concorrendo ao Prêmio Shell de Teatro do primeiro semestre de 2010. Confira a lista completa de indicados:

Autor:
– Denise Crispun e Melanie Dimantas por “A carpa”
– Jô Bilac por “Savana glacial”

Direção:
– Christiane Jatahy por “Corte seco”
– Gilberto Gawronski por “Dona Otília e outras histórias”
– Inez Viana por “As conchambranças de quaderna”

Ator:
– Alexandre Schumacher por “Vicente Celestino – a voz orgulho do Brasil”
– Roberto Bomtempo por “Tomo suas mãos nas minhas”

Atriz:
– Miriam Freeland por “Tomo suas mãos nas minhas”
– Totia Meireles por “Gypsy”

Cenário:
– Fernando Mello da Costa e Rostand Albuquerque por “Tomo suas mãos nas minhas”
– Helio Eichbauer por “Caderno de memórias”

Figurino:
– Claudio Tovar por “A gaiola das loucas”
– Marcelo Pies por “Gypsy”

Iluminação:
– Maneco Quinderé por “Tomo suas mãos nas minhas”
– Tomás Ribas por “Rock Antygona”

Música:
– Marcelo Alonso Neves por “As conchambranças de quaderna”
– Roberto Bürgel por “No piano da patroa”

Categoria especial:
– Flavio Salles e Janice Botelho pela remontagem, adaptação e criação das coreografias de “Gypsy”.
– Gaspar Filho pela preparação de esgrima no espetáculo “A marca do Zorro”.

Rio, RJ – Musical Gipsy – Entrevista com Flávio Salles

No site de Charles Moeller e Claudio Botelho, uma entrevista com o coreógrafo e professor de sapateado Flávio Salles:

http://www.moellerbotelho.com.br/arquivos/11299

Posts relacionados:
– [06.05.2010] Rio, RJ – Gipsy
– [13.05.2010] São Paulo, SP – Audições para Gipsy

O coreógrafo Flávio Salles durante os ensaios de Gipsy

O coreógrafo Flávio Salles durante os ensaios de Gipsy

Rio, RJ – Gipsy

De 30 de abril a 27 de junho de 2010, o Teatro Villa-Lobos (Rio de Janeiro, RJ) apresenta a versão brasileira do clássico da Broadway Gypsy, dirigido por Charles Möeller e Claudio Botelho. O musical leva ao palco 38 atores, 17 músicos, 18 trocas de cenário e 140 figurinos, e há números de sapateado entre suas coreografias:

A base do texto da peça foi o livro de memórias da personagem-título, escrito por Arthur Laurents, mas o motor da adaptação teatral é a controversa figura de Mama Rose, cuja existência girava em torno de fazer das filhas, June e Louise – posteriormente chamada de Gypsy Rose Lee, – estrelas do teatro norte-americano do início do século passado.

Ficha Técnica:
Texto: Arthur Laurents
Música: Jule Styne
Letras: Stephen Sondheim
Direção: Charles Möeller
Supervisão Musical: Claudio Botelho
Direção Musical / Regência: Marcelo Castro
Coreografia Original: Jerome Robbins
Remontagem Coreográfica e Coreografias Adicionais: Flavio Salles e Janice Botelho
Cenografia: Rogério Falcão
Figurinos: Marcelo Pies
Coordenação Artística: Tina Salles
Elenco: Totia Meireles, Adriana Garambone, Eduardo Galvão, Renata Ricci, entre outros.

Vídeo “As moças de Gipsy”:
http://www.moellerbotelho.com.br/arquivos/10300

Blog do musical:
http://www.gypsymusical.com.br/blog.asp

Crítica de Artur Xexéo:
Artur Xexéo: Os muitos acertos do musical ‘Gypsy’

Os músicos de Gipsy

Os músicos de Gipsy

Rio, RJ – Cursos de Férias 2010 – Academia do Tap

O prazo de inscrição (com desconto) nos cursos de férias da Academia do Tap em 2010 foi prorrogado: passou de 18 para 30.12.2009:

– O valor para quem se inscrever até dia 30 de dezembro é de R$ 230,00: a partir dessa data, será de R$ 250,00.

– A professora Christiane Tachlitsky dará um curso de básico para crianças as 15h.

flavio_XVIII_Workshop_de_verao

Rio, RJ – Final de Ano 2009 – Academia do Tap

A festa de final de ano da Academia do Tap (RJ) acontecerá no Teatro Carlos Gomes nos dias 12 e 13 de dezembro de 2009 às 15:30h com direção de Flávio Salles. Informações:

http://www.academiadotap.com

Rio, RJ – Espetáculo Raízes e Frutos

O espetáculo Raízes e Frutos traz para o palco do Rio de Janeiro a cultura do norte e nordeste do Brasil ilustrada de uma maneira irreverente através do teatro e de um gênero de dança aparentemente distante dessa realidade: o sapateado norte-americano.

Num ambiente poético e metafórico, a dança conduz toda a trajetória de uma menina, que em alguns momentos faz da platéia sua confidente. De uma forma lúdica encontra com personagens marcantes de sua vida, sua boneca de pano, Nossa Senhora de Nazaré e um artista de rua que pontua suas coreografias com poesias.

O espetáculo é um resgate a sensibilidade, uma busca da essência escondida pelo caos do cotidiano, e acontece nos dias 14 e 15 de agosto de 2009, as 20h, e no dia 16 de agosto de 2009, as 19h, no Teatro Cacilda Becker (Rua do Catete, 338, Largo do Machado, Rio de Janeiro, RJ).

Vendas antecipadas de ingressos a partir do dia 03.08.2009 na ACADEMIA DO TAP (Rua Visconde de Pirajá 235, sala 101, Ipanema, Rio de Janeiro, (21) 2287-40900.

Ficha técnica:

– Direção: Flávio Salles e Luis Fernando Bruno.
– Texto: Luis Fernando Bruno.
– Coreografias: Ana Corina Amanajás e Flávio Salles.
– Elenco: Ana Corina Amanajás e Luis Fernando Bruno.
– Cenografia: Andrea Renck.
– Preparação Vocal: Marcio Guerra.
– Programação Visual: Bruno Camurati.
– Produção: Mariana Sobreira.

Rio, RJ – Espetáculo Raízes e Frutos

O espetáculo Raízes e Frutos traz para o palco do Rio de Janeiro a cultura do norte e nordeste do Brasil ilustrada de uma maneira irreverente através do teatro e de um gênero de dança aparentemente distante dessa realidade: o sapateado norte-americano.

Num ambiente poético e metafórico, a dança conduz toda a trajetória de uma menina, que em alguns momentos faz da platéia sua confidente. De uma forma lúdica encontra com personagens marcantes de sua vida, sua boneca de pano, Nossa Senhora de Nazaré e um artista de rua que pontua suas coreografias com poesias.

O espetáculo é um resgate a sensibilidade, uma busca da essência escondida pelo caos do cotidiano, e acontece nos dias 14 e 15 de agosto de 2009, as 20h, e no dia 16 de agosto de 2009, as 19h, no Teatro Cacilda Becker (Rua do Catete, 338, Largo do Machado, Rio de Janeiro, RJ).

Vendas antecipadas de ingressos a partir do dia 03.08.2009 na ACADEMIA DO TAP (Rua Visconde de Pirajá 235, sala 101, Ipanema, Rio de Janeiro, (21) 2287-40900.

Ficha técnica:

– Direção: Flávio Salles e Luis Fernando Bruno.
– Texto: Luis Fernando Bruno.
– Coreografias: Ana Corina Amanajás e Flávio Salles.
– Elenco: Ana Corina Amanajás e Luis Fernando Bruno.
– Cenografia: Andrea Renck.
– Preparação Vocal: Marcio Guerra.
– Programação Visual: Bruno Camurati.
– Produção: Mariana Sobreira.

%d blogueiros gostam disto: