Archive for the ‘Folha-SP’ Category

São Paulo, SP – Off-Tap – Musical

Da Folha Online:

“O Fantasma da Ópera” estende temporada para 2007

O espetáculo “O Fantasma da Ópera” estendeu sua temporada para 2007. No dia 4 de janeiro, o elenco recebe o público novamente para a temporada 2007 do musical, que não possui data para acabar.

Com mais de 600 apresentações, a megaprodução envolve mais de 200 profissionais e está em cartaz desde o dia 21 de abril de 2005. Mais de 750 mil espectadores já viram o musical.

“O Fantasma da Ópera” já foi apresentado em 24 países, 116 cidades e 9 línguas, com um público superior a 64 milhões de pessoas.

No Teatro Abril (Av. Brigadeiro Luís Antônio, 411 – Bela Vista)
Quartas, quintas e sextas, às 21h, sábados às 17h e 21h e domingos às 17h
Duração do espetáculo: 2h30 com intervalo (2 atos)
De R$ 65 a R$ 200. Informações : (11) 6846-6060

Anúncios

São Paulo, SP – Barbatuques

Da Folha Online:

Barbatuques mostram show inédito no Sesc Vila Mariana

Para encerrar o ano, o grupo de percussão corporal Barbatuques apresenta, no Sesc Vila Mariana, o show “Barbatuques e Convidados”, com as participações especiais de Stênio Mendes, Marku Ribas, Badi Assad e Chico César. Serão três apresentações, nos dias 15, 16 e 17 de dezembro.

Liderado por Fernando Barba, o grupo é formado por André Hosoi, André Venegas, Bruno Buarque, Dani Zulu, Flávia Maia, Giba Alves, Heloiza Ribeiro, João Simão, Lu Horta, Mairah Rocha, Marcelo Pretto, Maurício Maas e Renato Epstein.

“Barbatuques e Convidados” mostrará o trabalho que o grupo vem desenvolvendo com alguns artistas. O show contará com improvisações e repertório dos dois CDs lançados pelo grupo, “Corpo do Som” e “O Seguinte é Esse”, com músicas ainda inéditas, além de composições de autoria dos convidados.

O convidado Stênio Mendes é compositor, craviolista e professor e pesquisador em música corporal. Badi Assad, por sua vez, fez recentemente um show em parceria com a trupe e há vários anos vem trocando experiências com o Barbatuques. Chico César já trabalhou com o grupo no CD e espetáculo teatral infantil “Marias do Brasil”, enquanto Marku Ribas, cantor, compositor e multi-instrumentista, é um dos pioneiros no Brasil da musicalidade corporal.

Fonte: Folha Online.

“Barbatuques e Convidados” acontece no Sesc Vila Mariana (R. Pelotas, 141, (11) 5080-3000), de 15 a 17 de dezembro de 2006: sexta e sábado, às 21h, e domingo, às 18h. Ingressos a R$ 20, R$ 15 (usuário inscrito), R$ 10 (estudante com carteirinha, idoso e aposentado) e R$ 7,50 (trabalhador no comércio e serviços matriculado e dependentes).

Happy Feet – Folha Online

Da seção Ilustrada da versão online do jornal:

24/11/2006
Pingüins-imperadores estrelam animação “Happy Feet”

20/11/2006
Pingüim supera novo James Bond na bilheteria americana

20/11/2006
BBC – Animação com pingüins bate 007 nos Estados Unidos

….

Pingüim bate 007 e chega ao país

(Eduardo Graça – Colaboração para a Folha, de Los Angeles)

Uma legião de pingüins animados por computador tomou de assalto os cinemas americanos no último dia 17 e chega hoje ao Brasil, com as vozes de Daniel de Oliveira (no lugar do “hobbit” Elijah Wood) e Sidney Magal (substituindo Robin Williams) na versão dublada.

“Happy Feet: O Pingüim” já amealhou US$ 42 milhões nas bilheterias americanas, superando o novo James Bond e seu “Cassino Royale” na disputa pelo topo da lista na primeira semana do lucrativo período de feriados nos EUA, que começa no Dia de Ação de Graças (ontem) e vai até o Ano Novo.

“Happy Feet” conta a história de Mano, um pingüim imperador (os mesmos retratados em “A Marcha dos Pingüins”, vencedor do Oscar no ano passado) que, ao contrário de seus pares, é incapaz de cantar.

Com a voz e os imensos olhos azuis de Elijah Wood, Mano é um exímio dançarino, mas precisa deixar o conforto da vida ao lado dos pais (nas vozes de Hugh Jackman e Nicole Kidman) e encontrar os amigos Ramon, um machão latino, e Lovelace, com seu timbre emprestado de Barry White (ambos na voz de Robin Williams), para descobrir que não existe mal nenhum em ser diferente.

“A grande mensagem do filme é a valorização do senso de individualidade”, diz Wood em entrevista à Folha. “Aquilo que aparentemente nos separa uns dos outros é, muitas vezes, a essência do que somos, e devemos celebrar isso com intensidade. Eu me sinto extremamente satisfeito por ser, em muitos aspectos, bem diferente da imagem convencional de uma estrela de Hollywood.”

Elvis e Robin Williams

Uma das razões do sucesso de “Happy Feet” é a trilha sonora, que também alcançou os primeiros lugares das paradas musicais. Há de tudo um pouco -Elvis, Beach Boys, Beatles, Prince e até Robin Williams cantando “My Way” em espanhol. “O George [Miller, diretor] pediu, e acabou saindo essa coisa meio “Brokeback Mountain” que é o Ramon cantando para o Mano: “No lo sé como te dejar'”, brinca Williams, tentando criar algo como o som de um pingüim cantor de tango, para a diversão de Wood, que cai na gargalhada: “O que mais me fascinou no Mano foi essa desconexão dele com as opiniões negativas que os outros têm dele. Por ingenuidade e uma enorme auto-confiança, ele não dá bola para o julgamento alheio. Esta é uma senhora qualidade que busquei exacerbar na hora de colocar a voz no estúdio”, diz.

Foi George Miller quem decidiu incluir no projeto temas sérios, como os danos causados na Antártica pela indústria pesqueira, o aquecimento global, a violência e a imigração ilegal, com a velha fábula do patinho feio incrementada por problemas contemporâneos caros a crianças e adultos.

“A parte mais assustadora ficou concentrada na ação dos leões marinhos, que me lembram os momentos mais sombrios de clássicos da Disney, como “Bambi” e “Pinóquio'”, diz Miller. “E mesmo o público mais conservador, mesmo os evangélicos que não acreditam em aquecimento global, conseguirão se identificar com personagens mais autoritários do mundo dos pingüins”, completa, com certa dose de ironia.

(O jornalista EDUARDO GRAÇA viajou a convite da distribuidora Warner)

Fonte: Folha de São Paulo

Happy Feet – Nos EUA

Leia mais aqui.

Outros posts a respeito de “Happy Feet”, que estréia no Brasil nesta sexta, dia 24:

28 de junho – Sobre a produção e elenco
09 de setembro – Links para vídeos e news
12 de setembro – Dois novos vídeos
24 de setembro – Sobre o coreógrafo
08 de outubro – A trilha sonora
18 de outubro – Poster oficial
09 de novembro – Dubladores
13 de novembro – Tap Jogo
19 de novembro – Sobre Savion Glover

Rio, RJ – Cats

Depois de uma curta temporada em São Paulo, o musical “Cats”, sucesso da Broadway, chega hoje ao Rio para apresentações no Claro Hall: de 30 de agosto a 3 de setembro de 2006.

Leia mais sobre a montagem nesta reportagem da Folha Online (com dados das apresentações de SP).

Off-Tap – Culturais

São Paulo

Balé Teatro Guaíra dança neste fim de semana em São Paulo

Após 37 anos, ópera “La Gioconda” volta ao Municipal de SP

Sônia Mota e Cia. Morena abrem 4º Dança em Pauta

Rio de Janeiro

David Parsons Dance Company (foto) – “Some Like It Hot”
Theatro Municipal – Sexta, 20:30h. Sábado, 21h. Domingo, 17h.

Isto É Brasil – Cia de Dança Carlinhos de Jesus e Ana Botafogo
Canecão – Sábado, 22h. Domingo, 20:30h.

Centro Cultural Correios – “Correios em Movimento”
Nove companhias brasileiras e estrangeiras.
Sexta a domingo a partir das 19h.

Outros espetáculos e mais informações, veja por exemplo no Globo Online

Centros culturais do Rio:
centrodacidade.com.br/cultura/cultura.htm

Joinville, SC – Começando

Joinville - Do site oficialDa Folha Online, de ontem:

A coreografia “A Criação”, do alemão Uwe Scholz (1958-2004) com música de Haydn, abre nesta quarta-feira (19) o 24ª Festival de Dança de Joinville. (…) A Noite de Gala, no dia 25, outro ponto alto do festival, traz ao Brasil uma das principais companhias de dança contemporânea da atualidade, a David Parsons Company. O grupo dançará as peças “Wolfgang”, “Hand Dance”, “In the End”, “Slow Dance”, “Caught” e “Shining Star”.

Leia mais aqui.

%d blogueiros gostam disto: