Saudades de Cholly Atkins

“(….) One of our unsung heroes: His life brings
together so many art forms that define 20th-century
American culture: jazz dance, jazz music, rhythm & blues,
musical theater and rhythm tap.” (Jacqui Malone, sobre
Cholly Atkins, na introdução do livro “Class Act:
The Jazz Life of Choreographer Cholly Atkins”)

No dia 19 de abril de 2003 [oito anos atrás, portanto] falecia Cholly Atkins, um dos maiores sapateadores americanos de todos os tempos…

Cholly Atkins nasceu em setembro de 1913. Alguns dos obituários que sairam nos últimos dias nos jornais dão como dia 13 a data de seu nascimento, mas o próprio Atkins cita dia 30 de setembro de 1913 em seu depoimento ao livro “Tap!”, de Rusty Frank.

Seu nome verdadeiro era Charles Atkinson. Segundo consta, Cholly foi um nome que ele escolheu baseado em Cholly Knickerbocker, um colunista social do “New York Journal-American”. Já Atkins foi apenas uma abreviação de seu último nome, pois ele achava que soava muito longo para ser escrito em fachadas de teatros. ”Besides, ‘Coles and Atkins’ sounded better than ‘Coles and Atkinson”’, revelou Maye Atkinson, sua segunda esposa, citando a bem sucedida dupla que Atkins compôs com Honi Coles durante quase duas décadas.

Cholly Atkins começou sua carreira em 1923, depois de vencer um
concurso de Charleston em Buffalo, estado de Nova York. Passou a ser reconhecido por seu talento como sapateador na década de 30, e posteriormente formou o “The Rhythm Pals”, vaudeville com William Porter. Com os “Cotton Club Boys”, Atkins dançou e coreografou e, com Bill “Bojangles” Robinson, participaram, com grande sucesso, de “The Hot Mikado”, na Feira Mundial de 1939 em Nova York.

Fez turnês na década de 40 com grandes nomes da jazz music, como Count Basie, Louis Armstrong e Lionel Hampton. O grande sapateador Charles “Honi” Coles foi seu parceiro por muitos anos, e com ele Cholly Atkins dançou durante duas décadas, incluindo apresentações na Europa em 1948 e participação no elenco do musical da Broadway “Gentlemen Prefer Blondes”, com Nat King Cole, que estreou em 1949 e ficou em cartaz durante mais de 3 anos.

Mais sobre a carreira de Cholly Atkins e de dezenas de outros sapateadores mundiais de todos os tempos no livro “TOQUES – Vivendo, Aprendendo e Ensinando o Sapateado”, da mestra carioca Cíntia Martin:

http://tapwebcintiamartin.wordpress.com/livro/

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: